ALAN PARKER

Não era um diretor que eu consideraria genial, mas ALAN PARKER deixa uma obra com algumas preciosidades. Filmes especiais pra mim, que marcaram o início da minha cinefilia, como MISSISSIPI EM CHAMAS (1988), ASAS DA LIBERDADE (1984), O EXPRESSO DA MEIA NOITE (1978) e vários outros. E ainda teve uma obra-prima que revi há alguns meses e continua uma belezura: CORAÇÃO SATÂNICO (1987). Tinha 76 anos. RIP.

JOHN SAXON

Filme de Kung Fu com Bruce Lee, faroestes,  polizieschi, gialli e outras pérolas do cinema popular italiano, slashers canadenses, vários A HORA DO PESADELO… Enfim, JOHN SAXON era legitimamente um grande ator, mas para os admiradores de “cinema de gênero” e B movies, o cara era uma lenda! RIP.

JOEL SCHUMACHER

EbIvPSrWoAAK1D-

Ficou marcado por ser o diretor dos filmes do “Batman de mamilos”. Não era nenhum gênio, mas acho que Joel Schumacher teve mais acertos que erros na carreira. Fez bastante coisa legal que eu não coloquei na lista de poster abaixo, como O PRIMEIRO ANO DO RESTO DE NOSSAS VIDAS, POR UM FIO, TIGERLAND e vários outros que preciso rever, mas pelas lembranças são bons (TEMPO DE MATAR). Tem coisa que nunca vi também, confesso (O CLIENTE, THE NUMBER 23 e vários dos mais recentes)…

Dirgiu duas vezes o Nicolas Cage. Já merece meu respeito. E, que me perdoem os fanboys de plantão, prefiro BEM MAIS os “Batman de mamilo” do Schumacher do que a trilogia inteira dos Batman do Nolan…

Acho que o único texto que escrevi sobre um filme dele foi este de LOST BOYS.

Tinha 80 anos. RIP