SEM REMORSO (2021)

Não sou nenhum especialista na obra de Tom Clancy e o único livro dele que tenho é o CAÇADA AO OUTUBRO VERMELHO. Mas sempre tive interesse nas adaptação de sua obra para o cinema e pelo protagonista, Jack Ryan – vivido por figuras como Alec Baldwin, Harrison Ford, Ben Affleck e vários outros em diversos filmes… SEM REMORSO (Without Remorse), de Stefano Sollima, não tem o Ryan, mas é a mais nova aventura do “universo Tom Clancy” a chegar às telas… No caso, nas telinhas. Originalmente programado para chegar aos cinemas no ano passado, o filme teve sua data de lançamento adiada várias vezes por conta da atual situação mundial até que a Paramount entregasse a coisa para o streaming da Amazon.

Baseado num best-seller de mesmo nome que Tom Clancy lançou em 93, SEM REMORSO serve como origem para o personagem John Clark (Michael B. Jordan), um integrante das operações especiais da CIA que foi interpretado por Willem Dafoe em PERIGO REAL E IMEDIATO (94) e por Liev Schreiber em A SOMA DE TODOS OS MEDOS (02). A trama é chichezenta, um thriller de vingança com Clark e vários SEALs se tornando alvos de assassinos russos como retaliação por uma missão anterior em Aleppo. A esposa grávida de Clark acaba se tornando vítima, o que faz do sujeito, dedicado militar, que é uma verdadeira máquina de matar, ficar obcecado por vingança, sem nada a perder.

Já vimos esse tipo de coisa mil vezes, mas nas mãos de alguns realizadores badasses da atualidade – sobretudo o roteirista Taylor Sheridan (do filmaço A QUALQUER CUSTO) e o diretor Stefano Sollima (de SICARIO 2: DIA DO SOLDADO, e que é filho do grande diretor italiano Sergio Sollima) – SEM REMORSO acaba compensado pelas várias e intensas sequências de tensão e ação – a queda do avião, por exemplo, é um primor e todo o impasse que ocorre num determinado prédio com uns snipers no terceiro ato demonstra que Sollima herdou o talento do pai pra esse tipo de coisa: direção sem firulas, com uma secura admirável, sem arestas… É quase uma ação old school. Na tela, somente o que precisa estar, e basta.

Michael B. Jordan tem muita presença como herói de ação. No bom elenco ainda temos Jamie Bell, Guy Pearce e uma belezinha chamada Jodie Turner-Smith.

No geral, SEM REMORSO pode não ser nenhuma maravilha, mas é eficiente como thriller de ação, diverte e prende a atenção com facilidade. E se isso aqui for o início de algum Tom Clancy Extended Cinematic Universe podem sempre contar com a minha audiência.

2 pensamentos sobre “SEM REMORSO (2021)

  1. O filme mostra a que veio! De fato, uma trama que pode-se dizer “batida”, mas na verdade o que importa é a FORMA como o Sollima conduz a coisa toda: mão precisa na condução da ação e na construção de uma atmosfera de tensão constante. É o suficiente para o filme se sustentar muitíssimo bem, sem firulas, direto ao ponto e com a presença magnética (e o filme aposta alto nisso) do ótimo ator MB Jordan que dá conta do recado. Gostei bastante!

  2. Achei que ficou a meio caminho de uma coisa qualquer. O Stefano tem mais jeito para series que filmes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.