MERCENÁRIOS DAS GALÁXIAS (1980)

MV5BMGQ5NWE3N2UtMzI5Ny00NTJmLTk3NTEtMjY0ZGU5OTQ0MTc0XkEyXkFqcGdeQXVyMzM1MjQzNTk@._V1_

O planeta Akir é habitado por indivíduos que renunciaram à guerra e à violência e estão prestes a descobrir o que acontece quando pacifistas são ameaçados por alguém que não renunciou à guerra e à violência… O malvadão do espaço sideral, Sador (John Saxon), e seu exército de mutantes, ameaça os pobres cidadãos do planeta à destruição caso não se curvem diante dele. Como não sabem se defender, decidem enviar o jovem Shad (Richard Thomas) na missão de encontrar e contratar mercenários espaciais que estejam dispostos a lutar pelo pequeno planeta Akir (cujo nome não é nenhuma coincidência, como veremos a seguir).

ru2wNiF

Sim, MERCENÁRIOS DAS GALÁXIAS (Battle Beyond the Stars), produzido pelo grande Roger Corman, poderia ser definido como uma mistura entre OS SETE SAMURAIS, de Akira Kurosawa, e STAR WARS, num período em que fervilhava produções aproveitando do sucesso da clássica space opera de George Lucas. Se você já viu algum desses filmes (ou o remake do filme japonês, SETE HOMENS E UM DESTINO), o enredo não trará surpresa alguma. Mas a falta de originalidade da trama não é necessariamente um problema. A maneira como os realizadores brincam com essa mistura toda é o que acaba importando. São as sequências de ação, batalhas espaciais explosivas e muito tiro de raio laser, a variedade de personagens exóticos, maquiagens e efeitos especiais graciosos que esse tipo de produção classe B proporcionava…

pvAmNCqKyHcgUH

As filmagens não foram das melhores, apesar do orçamento ter sido dos mais abastados para os padrões de Corman (dois milhões de dólares). Atrasos na construção dos cenários e um mau tempo que fez o estúdio trabalhar com água até os tornozelos na maior parte do tempo não ajudava muito. O então futuro diretor James Cameron começou trabalhando aqui como um humilde modelador, mas pouco antes das filmagens começarem fizeram a preocupante descoberta de que o diretor de arte não tinha a menor ideia do que estava fazendo. E Cameron de repente se viu promovido à função. Mandou bem. O visual dos cenários e as miniaturas de naves e outros elementos estéticos são ótimos.

MV5BNjVhODUyOGUtMGZkOS00NTRlLTkzNWItMTcyYTkwOGY0YTNkXkEyXkFqcGdeQXVyMjUyNDk2ODc@._V1_SY1000_CR0,0,1551,1000_AL_

O jovem James Cameron trabalhando em MERCENÁRIOS DAS GALÁXIAS

ywctXtE

Quem escreveu o roteiro foi outro futuro cineasta, o independente John Sayles, que dá um bom trato nos diálogos e na construção dos personagens, percebendo a importância de acentuar as diferenças entre os vários mercenários que pintam por aqui, com suas peculiaridades e culturas. Por mais bobinha que seja essa aventura, é esse tipo de detalhe que ajuda a tornar MERCENÁRIOS DAS GALÁXIAS um exemplar tão interessante e divertido.

No elenco, Richard Thomas tenta fugir de seu personagem mais famoso, John-Boy Walton, da série de TV THE WALTONS. Até que se sai bem, faz o jovem ingênuo, mas aventureiro que se arrisca em desbravar o universo em busca de salvar seu planeta. São curiosos os momentos em que precisar lidar com a dualidade da sua essência pacífica em contraste à necessidade de lutar e eventualmente tirar a vida de seus inimigos.

zndIL69MFhYDoz

Dos vários atores que retratam os mercenários, temos a presença de algumas figuras interessantes. Robert Vaughn, que estava em SETE HOMENS E UM DESTINO, faz um fascinante personagem trágico e atormentado. É praticamente o mesmo papel que fez no western de John Sturges. George Peppard, por outro lado, parece se divertir com o seu cowboy espacial. E Sybil Danning acrescenta um toque erótico ao filme, fazendo uma guerreira amazonas de outra galáxia com generosos decotes. Obviamente, vale destacar o desempenho de John Saxon como o tirano vilão imponente e cruel.

mzjKBls8N4MNdv

A ação de MERCENÁRIOS DAS GALÁXIAS é um bom exemplo da abordagem de Roger Corman na produção, baseada em criatividade e imaginação – fazendo um pequeno orçamento durar mais do aparenta (até porque grande parte do dinheiro era para pagar os salários de Vaugh e Peppard) – e coube ao diretor Jimmy T. Murakami comandar sequências que não ficam nada a dever aos filmes B de batalhas espaciais do período. 

No fim das contas, temos aqui uma ópera espacial completamente agradável, um dos melhores dos muitos clones de STAR WARS.

3 pensamentos sobre “MERCENÁRIOS DAS GALÁXIAS (1980)

  1. Sua primeira exibição acho que foi no Super Cine acho que 1983 ou 1984 não estou certo disso e passou varias vezes na parte da tarde na Sessão da Tarde na própria Rede Globo com sua dublagem antiga com as vos de Richard Thomas dubador dele era o mesmo da serie “Os Waltons” Afonso Celso Vasconcelos ,voz de Sandor era de Andre Filho ,voz do lagarto alienigena “Cayman “que quer se vingar de Sandor por ter exterminado á sua especie era dublado por Ionei Silva dublava o mestre dos mago em “Caverna do Dragão” e Hideke Goh da serie ” O Regresso da Ultraman “,Sybill Danning amazona guerreira era dublada pela Sônia Ferreira que dublou á voz da mãe de He-Man á Rainha Marlena e tambem dublou alguns filmes da Barbra Streisand e Bette Midler e da computador Nell era dublado por Carmem Sheila á voz da Chitara do Thundercats e quando foi exibido pelo o SBT em sua ultima exibição na “Sessão Fim de Noite ” o filme foi redublado mantando á nostalgia de que assistiu á sua dublagem antiga ,atualmente os vendedores de filmes alternativos só vende com essa dublagem nova ate hoje não consegui achar um desses vendedores que tenham á dublagem antiga inserida .Saudades dessa época que dava gosto de ver televisão.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.