DVD REVIEW: COSSACOS DE KUBAN (Kubanskie kazaki, 1948); CPC UMES FILMES

PDVD_042

O lançamento de Agosto da CPC UMES Filmes, uma das distribuidoras mais importantes do Brasil atualmente, é COSSACOS DE KUBAN. A produção é uma comédia musical soviética fascinante que vale a pena ser conferida, especialmente por quem curte um cinema exótico que foge do padrão ocidental. E o blog Dementia¹³ inicia a parceria com a distribuidora comentando sobre essa maravilha do cinema.

COSSACOS DE KUBAN conta a história simples de dois líderes kolkhozes (cooperativas agrícolas soviéticas) concorrentes, Galina e Gordey, que se reúnem por ocasião de um festival agrícola e dividem suas atenções entre as competições que o evento promove e a sua atração romântica um pelo outro. Gira em torno também de vários outros personagens que participam do festival, que se divertem, cantam, dançam e se enamoram…

PDVD_013

O filme começa com uma sequência musical que mostra o trabalho de campo em uma fazenda coletiva. Depois de alguns planos dos espaços infinitos de trigo sob o céu azul, dos camponeses que trabalham, e das colheitadeiras que atravessam os campos, a música entra em coros exaltados durante uns cinco minutos hipnóticos de imagem e som, apresentando os personagens da história. É a típica sequência que deveria ser estudada em qualquer escola de cinema: a arte dos planos, de composição e de como a edição faz entrar em acordo imagem e música num nível impressionante de perfeição.

PDVD_003PDVD_004

Tudo a serviço da propaganda que glorifica o trabalho comunitário e igualdade de gênero nas tarefas de serviço à comunidade. OS COSSACOS DE KUBAN era um filme para a distração do público com cenas que apoiavam a necessidade de um esforço coletivo no tempo de reconstrução pós guerra. Dizem que o próprio Stalin era um fervoroso admirador do filme, um espectador voraz que nos últimos anos de vida estava projetando todos os tipos de filmes internacionais em salas privadas de suas várias residências e cuja coleção pessoal foi trazida de Berlim pelo Exército vermelho em 1945. Mas isso é apenas uma curiosidade…

PDVD_010

O papel das mulheres no modelo soviético é bem evocado no filme e assim, a personagem de Galina, uma viúva, cujo marido perdeu a vida na II Guerra Mundial e líder de uma das duas fazendas coletivas, passa grande parte da história a desafiar Gordey, um ex-militar marcado pela guerra, que comanda com mão de ferro sua fazenda. Em outra história paralela, a jovem Dasha confronta seu tio, o mesmo Gordey, para viver seu amor com um jovem da fazenda de Galina. Assim, as mulheres são a espinha dorsal de COSSACOS DE KUBAN que coloca os homens em uma posição surpreendente de inferioridade em que o cinema ocidental do período ainda não tinha experimentado.

PDVD_027

Os atores, desconhecidos para a maioria dos espectadores ocidentais, são grandes nomes do cinema soviético. Para ficar na dupla central, Marina Ladynina, no papel de Galina, foi uma das principais musas do cinema stalinista. A sua carreira parou com a morte de Stalin em 1953. Sergei Lukyanov, no papel de Gordey, encarnara o arquétipo do homem soviético viril antes de sua morte prematura.

O filme foi dirigido por Ivan Pyryev, uma das figuras mais influentes de cinema Soviética do período, vencedor de seis Prêmio Stalin entre 1941 e 1951 e diretor dos estúdios da Mosfilm entre 1954 e 1957. Pyryev teve sucesso com dois outros musicais antes de COSSACOS DE KUBAN: ENCONTRARAM-SE EM MOSCOU (1941) e THE BALLAD OF SIBERIA (1947), mas foi mesmo com este aqui que o diretor levou mais de 40 milhões de espectadores às salas de cinema.

PDVD_034

O diretor demonstra aqui um talento único. A sequência do teatro é simplesmente maravilhosa, uma evocação muito justa da cultura soviética levada às populações provincianas no final da temporada agrícola. Coros femininos cantando canções melancólicas, cossacos desempenhando suas danças folclóricas, senhoras entoando canções bem humoradas, homens fortes fazendo demonstrações de levantamento de peso… Enfim, encantar o público numa celebração da alma russa. O que vale mencionar também o espetáculo visual do filme (que foi a quinta produção soviética a ser filmado em cores). O processo chamado magicolor utilizado aqui, deixa a imagem com tons pasteis e acentua cores primárias, especialmente o vermelho. Essa cena do teatro, neste sentido, é uma verdadeira iguaria cromática.

PDVD_032

E então há a sequência musical final depois que Gordey cavalga à toda velocidade atrás de Galina, em direção também a um futuro que imaginamos feliz. Logo depois, chegam de carro em um campo onde encontram todos os personagens do filme e dezenas de figurantes que se envolvem em coro celebrando a glória da terra russa. O filme termina com todos os atores cantando para a câmera enquanto ela se afasta, revelando a vibração da bandeira vermelha ao vento, com todos os atores acenando, dizendo adeus ao público… É de arrepiar.

PDVD_045

COSSACOS DE KUBAN é uma majestosa obra-prima do gênero Musical. Sua inacessibilidade no Ocidente há décadas se foi com a Mosfilm e sua caprichada restauração no fim dos anos 60 e agora no Brasil com a CPC UMES filmes, neste grande lançamento que vale a pena ter na estante. Basta acessar a loja virtual da distribuidora e adquirir este e tantos outros clássicos obrigatórios. E não deixe de curtir a página deles no Facebook para ficar sabendo de todas as novidades e os seus próximos lançamentos.

5 pensamentos sobre “DVD REVIEW: COSSACOS DE KUBAN (Kubanskie kazaki, 1948); CPC UMES FILMES

  1. Pingback: LANÇAMENTO DE SETEMBRO DA CPC UMES FILMES: UM ACIDENTE DE CAÇA | DEMENTIA¹³

  2. Essa semana foi triste perdemos dois genios do humor um foi Paulo Silvino e outro hoje domingo as 14:00 o grande comediante do seculo Jerry Lewis ,os dois deixaram o mundo mais sem graça e chato ,que ambos descanse em paz nos braços de Deus.

  3. Dia desses eu vi o Viy de 1967 e achei bem bacana. Não sei se a refilmagem mais endinheirada de 2014 chega aos pés, mas tá na lista pra ver. Agora o Vá e Veja, na minha humilde descartável e importantíssima opinião, é o MELHOR filme de guerra de todos os tempos, insuperável, o único que conseguiu captar a insanidade de uma guerra de modo primal, sem qualquer tipo de maniqueísmo ou muleta dramática para fazer o espectador torcer por este ou aquele personagem. Não é à toa que é o nome do blog do Osvaldo Neto.

  4. Eu mesmo gosto de alguns filmes sovieticos ,por que eu assistia essa preciosidades no “CineClube ” da Rede Globo todos com som original e legendados em portugues ,filmes que assisti : Quando Voam as Cegonhas , A Balada do Soldado , Moscou Não Acredita em Lagrimas ,Tripulação .. outros filmes russos eu só conheço por materias em jornais e revista e nunca assisti como ; Solaris ( Eu tenho o VHS Duplo desse filmes lançado pela Taipan Video ) , Os Ciganos vão para o Ceu ( Outro filme que tenho em VHS lançado pela á Globo Video e não assisti ainda ) ,Vá e Veja , A Pequena Vera ( esse filme tenho curiosidade de assisti-lo pois fala do periodo da Perestroika & Glasnost ).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.